Quarta-feira, 6 de Abril de 2011

ESPECIAL: RECEBER

Primeiro passo: A delicada arte de convidar

Anda pensando em reunir alguns colegas para matar a saudade? Pois bem, vamos começar a organização desde já, evitando algumas armadilhas clássicas, como supor que alguns convidados não vão aparecer. Temendo uma sala vazia, a dona da casa resolve garantir e chamar algumas pessoas extras, e na bendita hora falta assento ou incide àquela aglomeração diante da mesa do bufê. Para evitar situações de constrangimento, a consultora de marketing pessoal Célia Leão aconselha que o convite seja direto e objetivo: “Diga o motivo da reunião, quem foi convidado, e afirme enfaticamente que se conta com a presença do amigo.” Sabendo exatamente quantas pessoas virão, é possível calcular a quantidade certa de comida e providenciar assentos para todos.  E mesmo quando se faz esse balanço com folga, algumas vezes o apetite dos convidados surpreende. Para casos como esse, a consultora ainda recomenda: “a dona de casa deve conservar a pose para que ninguém perceba. É só anunciar, com charme, que logo estará servindo a sobremesa, um jeito polido de avisar que a comida acabou”.

No momento de fazer o convite, o ideal é que ele seja feito com oito dias de antecedência. Pois assim, você oferecerá tempo para as pessoas mais ocupadas se programarem, confirmando ou cancelando a presença, dando a você algum tempo para pensar em outra pessoa, caso um dos convidados cancele a presença.

Para o caso de uma festa íntima, um telefone se torna a forma mais simpática de convidar. Fax, telefone, e-mail, secretária eletrônica ou recados passam um tom impessoal, perdendo assim a dona de casa a chance de fazer uma prévia da festa.

Para a definição do cardápio, é importante saber quantas e quais as pessoas irão comparecer. “Para não errar, o melhor é oferecer unanimidades como massas com molhos encorpados e vinho tinto, uma pareceria que costuma agradar a todos”, aconselha Célia Leão. Comunicar aos convidados sobre o cardápio a ser servido não é obrigatório, mas é seguro: “Assim a anfitriã terá chance de fazer alterações caso o convidado confesse que não gosta ou tem alergia a algum alimento”.

Para evitar muitos atrasos, uma dica é combinar um horário quebrado, exemplo: 20h15min ou 13h15min, em vez de horas fechadas. Segundo contam, retardatários contumaazes certamente ficarão intrigados e vão se esmerar.

 

Fonte: Revista Casa Claúdia Especial, Estilo de vida: receber. Esta delicada arte de convidar. P.8. Ed.470. 

publicado por Lays Anorina - Ofícios do Lar às 14:26

link do post | comentar | favorito
|

.Atualmente membro da sociedade paraibana,formada em turismo,estudante,artesã,dona de casa,esposa,mãe adotiva de filhotes São Bernardo.Apaixonada pela cultura francesa,Lays Anorina é mais uma blogueira,que pretende trocar conhecimentos do lar

.pesquisar

 

.posts recentes

. DICAS DA SEMANA

. GELADEIRA SEM MUITO GASTO

. DICAS DA SEMANA

. ESPECIAL: RECEBER

. ESPECIAL: RECEBER

. Bonjour!

. Livros Sugeridos

. CURIOSIDADE + CULTURA = C...

. LEVANDO SEU CÃO PARA UM P...

. DICAS DA SEMANA

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.arquivos

. Agosto 2012

. Setembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.tags

. todas as tags

.Visitas


Contador site

.No momento

blogs SAPO

.subscrever feeds